Alimentos

Alimentação Frugal

Estilo de vida com leveza e consciência ambiental

alimentação frugal

Alimentação Frugal

Quer salvar o mundo? Tome uma atitude agora! Comece a se alimentar de forma correta: alimentação frugal é um caminho a refletir, sem entrar na onda de qualquer modismo. Faça uma escolha consciente.

Através de uma postura ética e colaborativa, a sua saúde e o planeta dependem de você e de novos hábitos que podem fazer uma grande diferença.

Só você pode salvar o planeta. Para isso, uma alimentação vegana, crudívora e frugal poderão minimizar os problemas ambientais desse planeta que pede socorro.

Frugal é uma qualidade que significa ser simples, modesto e comedido. São pessoas que não desperdiçam, evitam a extravagância, são prudentes e econômicas.

Consomem frutas, verduras e vegetais, como se a saúde e o equilíbrio do planeta dependessem dessa atitude aparentemente radical. Mas, o que se conclui é que depende sim, dessa transformação e de ações em nome do bem comum.

Quem pratica uma alimentação frugal

De cara costuma comer menos do que o normal, numa alimentação simples, a partir de uma diversidade de nutrientes, tendo como consequência benéfica uma alimentação mais leve.

A sensação de saciedade está presente pelas fibras contidas nos alimentos. Cresce  uma consciência coletiva de que milhares de pessoas morrem de fome no mundo. Só nos resta ter uma postura solidária para salvar a humanidade.

Desperdício nem pensar! Quem adota uma filosofia com alimentação frugal, de pronto pensa no outro, age com humanismo e não olha apenas para o seu próprio umbigo.

Comer desvairadamente, em excesso, sem ter muitas vezes até fome é uma falta de respeito com a própria vida. Vai levar à obesidade, vai gerar problemas de saúde com altas taxas de colesterol, hiperglicemia, hipertensão e tantas outras doenças que são desencadeadas pela má alimentação.

Uma regra básica na alimentação frugal é saber se alimentar bem. Aproveite as comidas caseiras, aquele alimento que você preparou na intimidade da sua casa e fez o seu melhor.

Troque qualquer fastfood por uma marmita que foi preparada com amor por você ou, por quem ama você.

Mude alimentos gordurosos e fritos, por grelhados e cozidos, ou crus. Inclua mais saladas. Dê aquele colorido saudável e que faz bem aos olhos e ao organismo.

Substitua o arroz branco pelo integral, o refrigerante (que vicia) por sucos in natura de frutas e, tudo que possa provocar atitudes mais saudáveis, para o seu bem-estar.

Calorias Vazias são lobos em peles de cordeiros

Essa expressão popular mostra bem o que significam as calorizas vazias: vilões disfarçados. E que matam, dia após dia.

A alimentação frugal evita justamente essas calorias vazias e que não trazem nenhum benefício à saúde. Mais que isso: tudo é mais caro. Seu bolso vai pesar.

O marketing alimentício muitas vezes induz a erros e os olhos compram sem sequer saber o conteúdo; o que contém no processo de feitura daquele alimento e quais os prejuízos que podem trazer à saúde. Aí é que mora o perigo.

Preste atenção para não ficar seduzido por uma propaganda enganosa. Seja rigoroso com os seus preceitos frugais. Não vá atrás de marcas ou status.

Comer caro não significa comer bem. O dia que essa consciência adentrar sua alma, você passará a agir com mais comprometimento com você, com o outro e com o planeta.

Não faça da alimentação uma fuga

alimentação frugal

Como regra de vida veja a alimentação como uma obrigação orgânica. A necessidade que seu organismo tem em absorver corretamente os nutrientes para se manter em forma.

Não faça do ato de comer uma fuga para compensar ansiedades, mágoas e frustrações. Não transfira toda essa carga para pecar pela gula e se exceder na hora de se alimentar.

Quando se pensa na alimentação como obrigação orgânica, o destaque se dá nas

porções de cálcio, fibras, proteínas, carboidratos, glicose, vitaminas e todos os nutrientes que o organismo precisa.

Tudo isso favorece em benefícios. A variedade dos nutrientes diminui a ingestão de alimentos que sofrem processos bioquímicos e podem levar a doenças crônicas degenerativas, hipertensão e diabetes, entre outras.

Esses alimentos saudáveis também dão uma nova performance na condição física e na estrutura mental (equilíbrio).

O ideal é entrar de cabeça no consumo de frutas, verduras e legumes in natura e

porções de sementes e oleaginosas. Você não vai se arrepender.

Não queime seu alimento

O cozimento de alimentos surgiu junto com a agricultura há 13 mil anos. É recente na história da humanidade e tem trazido grandes malefícios para a saúde.

Bom lembrar que há redução de lixo quando frutas e vegetais são consumidos crus. Já vem bio embalados, não precisam de embalagens plásticas. Sem cozimento não geram poluição ambiental.

Crudivorismo e a alimentação frugal interagem. Crudivorismo também é conhecido como alimentação viva e está relacionada à alimentação frugal, por ser mais simples e saudável.

Isto quer dizer que fazer uso de frutas, verduras e legumes in natura, não significa

que na alimentação frugal, tenhamos que abdicar dos alimentos cozidos, grelhados ou assados, principalmente no início da inclusão do crudivorismo.

A prática do crudivorismo deverá ser a forma correta na preparação dos alimentos. Já foi comprovado que na alimentação viva, onde os alimentos não são processados, nem refinados, não passam pelas altas temperaturas que destroem os nutrientes.

Isso favorece uma saúde mais equilibrada, regulação das funções do organismo,

restabelece as funções fisiológicas e o equilíbrio no sistema nervoso e imunológico.

No crudivorismo, o normal é consumir tudo que a natureza fornece, desde que não

seja de origem animal. Temos as frutas, as verduras, as oleaginosas e as sementes  germinativas. Neste tipo de alimentação, a capacidade de fornecer “super nutrientes” é bem maior do que na alimentação convencional.

Quanto mais cozinharmos mais destruímos o nosso alimento, pois ele perde o valor nutricional e se torna cada vez mais prejudicial à saúde. Quando cozinhamos um alimento ele estraga mais rapidamente do que um alimento cru quando fora da geladeira.

A oxidação vem com o cozimento. Na verdade não existem benefícios em cozinhar alimentos crus, apenas malefícios.

Envelhecer não é sinônimo de adoecer

alimentação frugal

Se você pretende evitar ou reverter qualquer tipo de doença, obter um melhor rendimento físico e mental, a alimentação é a chave desse caminho.

Se você tem interesse em descobrir o porquê do índice de doenças crescerem dia após dia, apesar de todos os avanços da medicina moderna, basta ver os estragos de uma alimentação incorreta.

Se você tem interesse em saber porque algumas pessoas são centenárias e estão em perfeitas condições físicas e livres de doenças, enquanto outras sofrem inúmeras condições degenerativas e nem chegam aos 50 anos, a essência do problema, não se enganem, está na alimentação.

Crudivorismo e a alimentação frugal

Benefícios da alimentação frugal e do crudivorismo, esse binômio ajuda na prevenção do diabetes, do câncer, cardiopatias, depressão, esclerose, deficit de atenção, hiperatividade, entre outras.

Com a excelente atuação dos nutrientes no organismo, há melhoras nas bactérias

Intestinais, desintoxicação do fígado e todas as vias de excreção do corpo. Ajuda no emagrecimento, pelo fato de comer menos e, saciando-se mais, favorece

maior queima calórica.

Melhora a digestão dos alimentos, controla o peso, aumenta o sistema imunológico e dá beleza aos cabelos e a pele.

A alimentação frugal promove uma excelente disponibilidade de nutrientes, incluindo  proteínas, ferro e poucos processos bioquímicos que levam a tantas doenças crônico degenerativas, como diabetes e hipertensão, além do aumento da disposição física da performance mental e do equilíbrio  emocional.

Alimentos que são do crudivorismo e são inclusos na alimentação frugal

Grãos – lentilhas, ervilhas, grão de bico, trigo comum e outros.

Vegetais – couve, brócolis, espinafre, salsão, salsa, pepinos, abobrinhas, alho poró,

cebola, repolho e outros.

Frutas – tomate, laranja, banana, abacate, limão, lima da persa, coco verde e outras.

Ervas – orégano, alecrim, manjericão, tomilho e outras.

Óleos –  coco, gergelim, linhaça, azeite de oliva e outros.

Temperos – açafrão, pimenta, alho, nós moscada, curry, vinagre de maçã, vinagre

balsâmico, sal rosa ou outro menos refinado.

Frutas secas – ameixa, damasco, figos, passas e outras.

Adoçantes naturais – agave, stevia.

Com a junção desses alimentos, a alimentação frugal passa a ser parte de uma dieta

saudável e econômica, a nível de todas as classes sociais.

Nunca é demais lembrar que nossos alimentos naturais já contém as proporções ideais de minerais, inclusive de sódio. O consumo excessivo de sódio causa a hipertensão, desidratação, edema, problemas cardíacos, infarto, entre inúmeras doenças. Sal pra lá, você pra cá!

Mudar exige atitude e comprometimento

A transição entre um tipo de alimentação e outro exige mudanças, às vezes radicais. Não é uma decisão fácil.

Mal acostumado com erros alimentares práticos e sempre a mão, com as delícias danosas de uma comida gordurosa, dos refrigerantes e de todo tipo de irregularidade que você pratica sem até perceber, vai exigir mudança de vida.

A alimentação frugal é um novo way of life. Prioriza a saúde e ter o olhar e o acompanhamento de um profissional é de extrema necessidade para evitar deficiências nutricionais.

A Medicina e a Nutrição caminham juntas e comprovam os benefícios da alimentação frugal. Ao se tornar uma pessoa saudável a sua bioquímica muda e interfere no seu comportamento.

Você se relaciona com você mesmo, com seus entes queridos e o planeta os animais. Você passa a viver num paraíso.

Ao voltarmos a consumir frutas, legumes e vegetais, os verdadeiros alimentos da raça humana, tudo se renova. Na contramão da animalização e industrialização, a alimentação vegana e natural e mais ainda a crudívora e a alimentação frugal restabelecem a saúde integral das pessoas e do planeta.

Arrisque ficar saudável!

Alimentação Frugal (Vídeo)

Gostou do Artigo? Leia Também:

Alimentação Frugal
4.8 (96%) 90 votes

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.